Header Ads

IPVA em atraso: Saiba o que fazer para regularizar a situação

A última parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2019 venceu no dia 10 de junho. Dos 2.271.067 veículos tributados este ano, cerca de 1,65 milhão está com o IPVA em dia, o correspondente a 72,71%. Até o momento, o Estado recebeu aproximadamente R$ 833 milhões, o equivalente a 83,12% da previsão de receita do imposto para 2019, que foi de R$ 1 bilhão. Do total arrecadado, 50% desse valor pertence ao Tesouro Estadual e os outros 50% são destinados aos municípios onde os veículos são licenciados.

Quem está com o IPVA atrasado pode regularizar a situação acessando o site da Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE), no endereço www.sefaz.ce.gov.br. O pagamento da dívida pode ser efetuado à vista ou parcelado. Nas duas opções, haverá o acréscimo de juros e multa de 0,15% ao dia, até o limite de 15% sobre o valor do imposto.

O pagamento pode ser feito, normalmente, nos bancos Caixa Econômica, Bradesco, Banco do Brasil (BB), Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Santander, Itaú, nas casas lotéricas e na rede de farmácias Pague Menos. Quem preferir pode pagar o imposto por meio dos cartões de crédito vinculados ao Banco do Brasil ou Bradesco.

IPVA à vista

Para pagamento à vista, basta clicar no menu Serviços e seguir o caminho IPVA > ACESSO AO SISTEMA > IMPOSTO > EMITIR DAE. Depois é só informar o chassi do veículo, ou a placa e o Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) e imprimir o boleto.

IPVA parcelado

Há a opção de parcelar os débitos existentes em até 24 meses, sendo que cada parcela não poderá ser inferior a R$ 50,00. Para tanto, o proprietário do veículo deverá realizar os seguintes passos: MENU SERVIÇOS > IPVA > ACESSO AO SISTEMA > IMPOSTO > PARCELAMENTO, ou clicar no topo da imagem “Parcele seu IPVA aqui”, na página principal do site, que irá direto à tela de parcelamento.

Logo após, o contribuinte terá de fornecer o número do CPF ou CNPJ, o chassi e o Renavam. Aí, é só clicar no botão AVANÇAR. O sistema informará os débitos existentes, inclusive os já inscritos na Dívida Ativa do Estado. Depois, basta clicar em AVANÇAR e escolher o número de parcelas. Em seguida, o contribuinte terá de aceitar os termos estabelecidos pela Sefaz e gerar o parcelamento. Na tela seguinte, aparecerá o botão GERAR DAE para imprimir o boleto da primeira parcela. É recomendável imprimir os dados do parcelamento.

Consequências para quem atrasa

Com o IPVA atrasado, o contribuinte não poderá fazer o licenciamento do veículo, correndo o risco de pagar multa de trânsito e ter o carro apreendido pelo Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE). Também terá o nome incluído na Dívida Ativa do Estado, ficando impossibilitado de tomar empréstimos, participar de licitações, abrir empresas e obter benefícios fiscais.

Os valores inscritos na Dívida Ativa serão cobrados, por meio de protesto em cartório ou judicialmente, pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Repórter Ceará

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.