Header Ads

Últimos agentes da Força Nacional deixam o Ceará nesta sexta-feira (1º)



Os últimos agentes da Força Nacional vão deixar o Ceará nesta sexta-feira (1º). A informação foi confirmada pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, na manhã desta quinta-feira (28), durante coletiva sobre o efetivo Operacional de Segurança para o Carnaval 2019.

Os 200 homens ainda em atuação no Estado estarão nas ruas somente até a tarde desta quinta-feira (28). Segundo André Costa, ao deixarem o Ceará, os agentes serão deslocados “para outros fins”.

Com a onda de ataques criminosos ocorrida entre janeiro e fevereiro deste ano, 406 homens da Força Nacional desembarcaram no Estado para reforçar a segurança. Desde o dia 2 de janeiro, quando começaram as ações criminosas, ocorreram 261 ataques ordenados por facções contra ônibus, carros, prédios públicos, prefeituras e comércios, em 50 dos 184 municípios cearenses.

Chegada dos agentes

O envio da Força Nacional foi autorizado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. O efetivo fez o patrulhamento em lugares estratégicos da capital considerados vulneráveis, como terminais de ônibus e centros de distribuição de combustível.

Os primeiros agentes desembarcaram na base da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) nos dias 4 e 5 de janeiro para apoiar as forças de segurança estaduais no combate aos ataques coordenados por facções criminosas no Ceará.

Setenta e oito integrantes da Força Nacional que estavam no Rio Grande do Norte e 30 em Sergipe se dirigiram por terra para a capital cearense. Outros cerca de 200 agentes, chegaram de avião.

O governo da Bahia enviou 100 policiais militares de batalhões especializados para apoiar as polícias cearenses durante o período de crise. O governo cearense recebeu reforços das Forças Armadas Brasileiras (FAB), da Força de Intervenção Penitenciária (FIP) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O anúncio da retirada das tropas foi feito pelo secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, no dia 5 de fevereiro. Segundo ele, a saída dos agentes seria feita "progressivamente".















Fonte: G1 - CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.