Header Ads

STJ condena desembargador cearense por extorsão a funcionários




O Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou o desembargador Carlos Rodrigues Feitosa, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), por concussão (ou seja, extorsão a funcionários). Ele já responde a outras ações penais em decorrência da Operação Expresso 150, que desarticulou um esquema de compra de sentenças.

O STJ deu uma pena de três anos, dez meses e 20 dias de reclusão, em regime inicial semiaberto. Carlos Rodrigues teria exigido vantagens para ao menos dois funcionários, seguidas vezes. A investigação da ‘Expresso 150’ descobriu o esquema

Outro ponto do processo é a perda do cargo de desembargador, mas houve pedido de vistas por um ministro depois que foram emitidos dois votos a favor da medida, Com isso o julgamento dessa parte do processo foi adiado. Mesmo afastado do TJCE, Carlos Feitosa recebe R$ 43 mil do TJCE.














Fonte: Ceará Agora


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.