Header Ads

Governo bancou 95% dos gastos com ‘previdência’ dos militares em 2018



O governo federal teve que pagar aproximadamente 95% dos gastos com pensionistas e inativos das Forças Armadas em 2018. O rombo com o sistema de proteção social dos militares – equivalente da categoria à Previdência – alcançou R$ 44,3 bilhões no ano passado. O deficit registrado em 2018 equivale a mais de quatro vezes os R$ 10,45 bilhões que o governo prevê economizar em 10 anos com a reforma da Previdência dos militares.

O saldo negativo expõe uma enorme diferença entre o que se arrecada e o que se gasta no sistema previdenciário das Forças Armadas. Entre 2014 e 2018, a União teve que cobrir mais de 91% das despesas com a aposentadoria dos militares. As receitas associadas às pensões das Forças Armadas somaram R$ 2,4 bilhões em 2018, enquanto as despesas com militares pensionistas e inativos ficaram em R$ 47,9 bilhões. Ou seja, a receita cobriu apenas 5,11% de todo o gasto.

Os dados foram extraídos dos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária produzidos pelo Tesouro Nacional e reajustados pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) até 31 de dezembro de 2018. O documento referente a dezembro de 2018 exclui a receita desvinculada, isto é, considera apenas a quantia que veio das Forças Armadas e foi usada para pagar essas aposentadorias.













Fonte: Agência Lupa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.