Header Ads

Ceni analisa empate contra o Bahia e enxerga Fortaleza melhor: "Merecíamos vencer o jogo"



Após ficar no empate contra o Bahia pelo placar de 2 a 2 no Castelão pela Copa do Nordeste, Rogério Ceni destacou alguns pontos da partida e destacou que se não fosse a saída do defensor Quintero para atendimento médico, o Fortaleza teria saído de campo com o triunfo.

O técnico aproveitou o momento para reforçar que o elenco está sentido a maratona de jogos e aproveitou para explicar o motivo de não ter relacionado Marcinho, Madson e Osvaldo para a partida.

"Jogamos contra um time bem montado, com bastante opções de trocas e entradas. Lamento por a gente não ter malícia. O jogador não pode deixar o campo por cinco minutos, a gente tomar um gol, reiniciar a partida, nós temos de pensar no jogo. Ele (Quintero) teve boa vontade, porque sofreu corte no pé. Time que exigiu bastante da parte física".

"Acho que se não fosse a saída do Quintero, não teríamos tomado esses gols. Mesmo assim, no final, o mais importante a destacar foi o poder de reação. O time seguiu criando, botamos bola na trave, empatamos e tivemos no último lance a chance de fazer 3 a 2".

"Existe um cansaço físico. Vamos jogando de três em três dias. Temos mais um jogo. O elenco é bem curto, bem reduzido. Em alguns, é tranquilo. Outros, por falta de peças ou lesões. O torcedor é emoção. Tenho certeza de que ele saiu com o reconhecimento de bom jogo".

"Osvaldo, Marcinho e Madson não vieram. Marcinho não treina desde novembro. Se eu trouxer, o torcedor vai pedir ele. Ele não tem o condicionamento físico. O Osvaldo está magro demais. São 10 dias para ficar no bom condicionamento físico".
















Fonte; O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.