Header Ads

Preço médio da gasolina no Ceará cai 0,7%, diz ANP



O preço da gasolina nas bombas do Ceará voltou a cair nesta semana, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (9) pela Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP). Segundo o levantamento semanal de preços, o valor médio para o consumidor final no Ceará foi de R$ 4,709 para R$ 4,678 – o que representa um recuo de 0,7% ou R$ 0,31 centavos.

Os valores representam uma média calculada pela ANP a partir da coleta de dados em cerca de 218 estabelecimentos. Os preços, portanto, podem variar de acordo com a cidade. A pesquisa mais recente coletou os preços entre 4 e 10 de novembro.

14/10/2018 - 20/10/2018 = R$ 4,780
21/10/2018 - 27/10/2018 = R$ 4,758
28/10/2018 - 03/11/2018 = R$ 4,709
04/10/2018 - 10/11/2018 = R$ 4,678

No âmbito regional, o valor do combustível cearense é o quinto mais caro custando em média R$ 4,678. Lembrando que neste ano a gasolina no estado chegou a ser a mais cara do Nordeste.

As cidades com o preço mais caro da gasolina são Crateús, onde o litro do produto custa R$ 4,961. Em seguida aparecem Canindé (R$ 4,919), Itapipoca (4,878), Iguatu (R$ 4,829) e Crato (R$ 4,776). Já em Fortaleza o valor da gasolina custa R$ 4,647 o litro.

Âmbito nacional

Na mesma semana, o valor da gasolina das refinarias também recuou. Com os reajustes da Petrobras, o valore vigentes entre domingo (4) e sábado (10) foi de R$ 1,8466 para R$ 1,6734 – uma queda de 9,38%.

As alterações fazem parte da política de preços da Petrobras, adotada em 2017, que tem como objetivo acompanhar as cotações internacionais. Para definir os preços, a empresa observa fatores como o câmbio e o valor do barri de petróleo no mercado externo.

Nesta semana, o dólar subiu 1% em relação ao real, segundo dados do ValorPro. Já o preço do barril do Brent, referência internacional, caiu e chegou a ficar abaixo de US$ 70 – o que não acontecia desde abril.

O repasse dos reajustes da Petrobras nas refinarias para as bombas final depende dos distribuidores – ou seja, fica a cargo dos postos repassar ou não a baixa do preço da gasolina ao consumidor final.

Em 2018, o valor médio da gasolina nas bombas acumula alta de 13,63%. A variação é maior que a inflação esperada para o ano todo, de 4,4% segundo o relatório Focus, do Banco Central.

Diesel, etanol e gás de cozinha

A ANP também divulgou o preço médio do diesel na semana, que passou de R$ 3,719 para R$ 3,685, o equivalente a queda de 0,9%. Nas refinarias, o valor permaneceu congelado em R$ 2,1228.

No ano, o preço do diesel nas bombas acumula alta de 10,8%, considerando o valor médio informado pela ANP – ou seja, também superior à inflação esperada para 2018.

O valor do etanol também caiu na semana, com o preço médio por litro passando de R$ 2,975 para R$ 2,951. Isso representa um recuo de 0,8%. Em 2018, o preço do etanol acumula alta de 1,34%.

Já o preço médio do botijão de gás de cozinha subiu 0,38%, de R$ 68,33 para 68,59. No ano, a alta acumulada é de 1,75%.














Fonte: G1 - CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.