Header Ads

Safra de 2018 será menor que do ano passado, apesar de crescimento em setembro


Apesar de um aumento no mês de setembro, a expectativa da safra de cereais, leguminosas e oleaginosas deve ficar abaixo da produção do ano passado. A informação foi divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira. De acordo com o Levantamento Sistemático da Produção agrícola, a produção de setembro cresceu 0,2%. O acréscimo representa mais de 394 mil toneladas. Para o ano, a estimativa é que sejam colhidos mais de 226 milhões de toneladas. Apesar da queda, o resultado é bom.

Segundo Carlos Alfredo, gerente de agricultura do IBGE, essa é a segunda maior safra atrás apenas da do ano passado. Ele destaca que no ano passado as condições climáticas foram perfeitas, coisa que não correu da mesma forma em 2018.

“Nós tivemos alguns problemas no clima esse ano. Foi bom, mas não tão bom como em 2017. Nós tivemos um pouquinho de atraso no plantio da soja, e isso também atrasou o milho segunda safra. Aí pegou um período mais seco. Então além de termos uma redução da área de milho, porque os preços não estão tão favoráveis, também tivemos essa questão do clima que diminuiu um pouco a produtividade da cultura.”

Ainda de acordo com o levantamento, as plantações de soja, milho e arroz representam 92,8% de toda a estimativa da produção e são responsáveis por 87% da área a ser colhida. Já em uma análise por estados, o Mato Grosso lidera como o maior produtor. Segundo o estudo, 26,9% de toda a produção é mato-grossense. O Paraná vem sem em segundo com 15,7% da produção do Brasil.












Fonte: Radio Mais

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.