Header Ads

Renegociação online de dívidas entre empresas cresce 46% no primeiro semestre, revela Serasa



Embora a inadimplência das empresas ainda continue em patamar elevado, é cada vez maior o número de PJs tentando sair do vermelho. No primeiro semestre de 2018, 31 mil empresas buscaram a plataforma digital de renegociação de dívidas Serasa Recupera (www.serasarecupera.com.br), um crescimento de 46% se comparado ao mesmo período do ano anterior. O montante de dívidas negociadas foi de R$ 1,6 bilhão, isto é, uma alta de 14,91% se comparada ao primeiro semestre de 2017.

De acordo com os economistas da Serasa, o avanço na quantidade de companhias interessadas em eliminar restrições ficou em evidência apesar do cenário de baixo dinamismo que prevaleceu na economia brasileira nesse mesmo período. O reflexo disso é observado na evolução anual dos indicadores de inadimplência de pessoas jurídicas durante o primeiro semestre deste ano, em relação ao correspondente do ano passado, atingindo o nível recorde de 5,5 milhões de CNPJs negativados no país ao final de junho, perfazendo um total de dívidas em atraso acumuladas de R$ 124,1 bilhões (alta de 3,4% em relação ao fechamento do primeiro semestre de 2017).

“Com o aumento da inadimplência entre CNPJs de todos os portes, mais companhias passam a usar canais digitais para avaliar opções e regularizar débitos. A expectativa é de que o Serasa Recupera se consolide como um referencial que venha agregar ainda mais conveniência às empresas que preferem conduzir renegociações em um ambiente online único e 100% seguro”, afirma Fernanda Testa, gerente de Soluções e Estratégia de Recuperação da Serasa Experian.

As pequenas empresas lideraram as renegociações, com 96%. As médias representaram 3% e a grandes, 1%. A maioria das empresas que limpou o nome veio do setor de serviços, com 54%. Na sequência, o comércio, com 37% e a indústria, com 9%.

O acesso ao Serasa Recupera é gratuito e, a qualquer momento, é possível verificar a existência de restrições em relação ao seu CNPJ. Além da renegociação junto a 3.800 instituições credoras cadastradas de diversos portes e segmentos, a ferramenta possibilita a consulta gratuita de todos os débitos na Serasa Experian.

“A ferramenta oferece um ambiente ágil, que propicia uma alternativa adicional para instituições credoras participantes da plataforma renegociarem as dívidas com seus clientes”, acrescenta Fernanda Testa.














Fonte: A.l

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.