Header Ads

Concursos públicos devem abrir três mil vagas no 2º semestre deste ano


Em meio à crise econômica brasileira, os concursos se tornaram saída para quem quer garantir estabilidade no futuro. Só neste segundo semestre, é esperada a abertura de mais de 3 mil vagas em certames de todo o País. Para profissionais com ensino superior completo, os salários vão até R$ 22 mil.

De acordo com dados da Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac), há uma demanda acumulada de 168 mil vagas no Brasil.

Os certames voltados às carreiras policiais, aos tribunais e à carreira jurídica são os disponibilizam mais vagas. “Saber que área ou carreira seguir é essencial para quem quer prestar concurso. Então não adianta o concurseiro apostar em todos as provas que abrirem, porque cada edital exige um determinado tipo de conhecimento”, explica o professor e fundador de um curso jurídico online, Renato Saraiva.

Segundo ele, um cronograma de estudos regrado é essencial para o desenvolvimento dos estudantes. “Depois que o concurseiro tem em mente que concurso prestar, ele deve estar ciente do que vai estudar futuramente. Uma rotina de estudos regradas é essencial, porque, quando abre o edital, o aluno já está por dentro de como se preparar, sem estar na correria para recuperar assunto”, frisa Renato.

O administrador e analista comportamental Rodolfo Cunha diz que um curso preparatório é essencial para um aluno que não sabe como guiar seus estudos individuais. “Quando um aluno não sabe como estudar, os cursos preparatórios são importantes, porque disponibilizam apostilas, os assuntos certos para que ele estude”, afirma.

Mente Sã 

Além do cronograma regular de estudos, é importante que os alunos tenham inteligência emocional para fazer uma boa prova. “A instabilidade emocional ocorre pelo medo da reprovação. As pessoas devem avaliar esse medo e tentar ter um controle sobre ele. Você cria uma ansiedade em cima e isso pode atrapalhar a realização da prova”, afirma Rodolfo.

O professor Renato Saraiva recomenda uma preparação especial dos seus estudantes para lidar com a ansiedade. “É importante que eles estejam também com a mente preparada, senão tudo que ele estudou vai por água abaixo”, enfatiza.

“É recomendável que o concurseiro tenha uma rotina de exercícios e que ele intercale os estudos com descansos também. Além disso, é importante separar um dia na semana para esse repouso”, comenta o professor.















Fonte: JC Online - O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.