Header Ads

População cearense começará a diminuir em 2042; expectativa de vida deve aumentar


Até 2060, a expectativa de vida dos cearenses terá um salto de cinco anos e atingirá 79 anos. As mulheres devem seguir a tendência de viver mais, chegando aos 82 anos, enquanto projeta-se que os homens estendam em cinco anos a esperança de vida, elevando os atuais 70 anos. A reconfiguração etária também irá deixar a população, no geral, mais velha, com queda no número de nascimentos. As estimativas populacionais foram divulgadas nesta quarta-feira, 25, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No último ano, o Estado atingiu a marca de 9,07 milhões de habitantes, permanecendo como segundo mais populoso do Nordeste e oitavo do Brasil. Os cearenses são formados, em sua maioria, por mulheres. Elas somam 4,6 mi de habitantes, enquanto os homens acumulam 4,4 mi. A divisão deve permanecer até meados deste século, mesmo em cenário onde há tendência à retração do número total da população do Ceará. 

Para chegar a tais números, o IBGE baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010). A pesquisa domiciliar só deve ocorrer em 2020.
Desaceleração

Conforme o estudo divulgado no ano passado sobre o mesmo assunto, há tendência de desaceleração no crescimento demográfico no território cearense. Os nascimentos ainda superam a taxa de mortalidade, mas em ritmo cada vez mais lento. 

Pesquisadores do IBGE apontam que, em 2042, haverá a inversão, e a população cearense começará a sofrer retração após atingir o pico de 9,7 mi de pessoas. Para 2060, por exemplo, as estimativas apontam para 9,3 mi de habitantes no Ceará. 

Envelhecimento

Já em 2043, segundo as projeções, os idosos, com idade de 65 anos ou mais, estarão em maior número que as crianças e adolescentes de até 15 anos. Conforme a pesquisa, os extremos etários sofrerão mudanças significativas. A parcela de crianças entre 0 e 14 anos deve apresentar redução, deixando de ser 22% dos cearenses para representar 14%. Já os idosos, com idade igual ou superior a 65 anos, terá crescimento alto, passando de 8,8% da população para 52,4%. 

Elemento que comprova essa tendência é o aumento da idade média da população. Em 2010, por exemplo, cearenses tinham, em média, 27 anos. Atualmente, as pessoas vivendo no Ceará têm, em média, 30 anos. O aumento da expectativa de vida, somado ao envelhecimento, deixará a população com média de idade de 46 anos, projeta o IBGE.














Fonte: O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.