Header Ads

Voto impresso gera dúvidas, e TSE deve assinar contrato esta semana



A menos de seis meses das eleições de 2018, as polêmicas em torno do voto impresso ainda não acabaram. Apesar de garantir que até outubro o modelo funcionará conforme indica a legislação, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até agora não tem uma resposta oficial sobre as dúvidas que pairam sobre o sistema.

Ainda as voltas com a licitação para instalação do sistema, o TSE corre contra o tempo. O problema é que o tribunal tinha até 13 de abril para declarar a quantidade mínima de seções com voto impresso em cada estado. Assim, os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) determinariam quais seriam os municípios, zonas e seções que terão a medida implementada ainda este ano.

O TSE disse que os módulos impressores serão utilizados em todas as unidades da Federação, sendo que a distribuição será feita em percentual compatível com o eleitorado de cada cidade. A previsão é de que serão 30 mil equipamentos para estas eleições, sendo 23 mil efetivamente utilizados e outros 7 mil serão de contingência. Até então, a tendência é que a mudança seja feita gradualmente e atinja 100% até 2028.














Fonte: Ceará Agora

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.