Header Ads

Preço da gasolina chega a R$ 4,89 em Fortaleza e caminha para ser o mais alto do Brasil



Antes com preço médio de R$ 4,59 nos postos de combustível, a gasolina atingiu valor recorde na Capital e pode ser encontrada a R$ 4,89 em diferentes estabelecimentos. De acordo com o último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), do dia 13 ao dia 19 deste mês, o valor médio da gasolina em Fortaleza era 3ª mais cara do Brasil, perdendo apenas para Rio Branco (R$ 4,89) e Rio de Janeiro (R$ 4,75). Ou seja, com o novo aumento, a Capital caminha para ter o valor mais alto do País.

O POVO Online percorreu 13 postos de combustível nesta quarta-feira, 23 e percebeu que a diferença entre o mais barato (R,48) e o mais caro (R$ 4,89) é de R$ 0,41. O diesel também sofreu aumento e pode ser encontrado por R$ 4,19.

O clima é de apreensão e descontentamento, tanto por parte dos clientes quanto dos frentistas e gerente dos estabelecimentos. José Quirino Santos, fiscal de loja, abastecia sua motocicleta no Posto Macuxi, de bandeira BR, na av. Pontes Vieira com rua Isac Amaral, e se queixava da instabilidade do preço. "Tá muito caro. O valor varia muito. Hoje é um, amanhã já é outro, aí fica complicado", avalia. No estabelecimento, a gasolina estava sendo vendida a R$ 4,89.

O novo aumento acontece em meio ao protesto de caminhoneiros contra os altos preços de combustíveis, principalmente do diesel. Antes encontrado a R$ 3,60, em muitos dos locais visitados pela reportagem, o valor já podia ser encontrado por R$ 4,19.

Na avenida Desembargador Moreira, outro posto com bandeira BR está praticando o preço mais caro. Segundo os frentistas, o que não está faltando são reclamações. "Muita gente está indo embora. Chegam aqui e veem o preço alto, reclamam e saem sem abastecer", aponta um dos funcionários.

Alison Gomes, gerente do estabelecimento, afirma que a situação está complicada para os consumidores e que a prática de encher o tanque está diminuindo. "Não tem como completar o tanque. Antes todo mundo procurava para encher. Hoje, só se colocam 20, 30 reais", comenta. O gerente não descarta uma nova alta de gasolina e comenta sobre a possibilidade de chegar a R$ 5.

A reportagem encontrou dois postos com a gasolina a preço de R$ 4,48, mais barato ainda que a última média observada na Capital. Um deles é o Bela Vista, de bandeira Shell, localizado no cruzamento da rua Júlio Siqueira com a avenida Barão de Studart. O outro é BR e funciona na avenida Rui Barbosa com rua Júlio Siqueira. Nesta manhã, o movimento era normal.

Na avenida Santos Dumont, o cenário era dividido. Um posto Ipiranga no cruzamento com a rua Nogueira Acioli vendia a gasolina a R$ 4,89 e algumas ruas acima, dois locais vendendo a R$ 4,50, um deles Ipiranga (Posto Barão) também.

Elizandra Alves, frentista do Posto Barão, conta que a diferença de preço entre postos de mesma bandeira é por conta de donos diferentes. Para ela, o movimento continua bom, mas normal. Vânia Furtado mora na Aldeota e sempre abastece no Barão. Ela conta que, mesmo a R$ 4,50, o preço ainda é caro.

Nesta quarta-feira, 23, a Petrobras anunciou nova redução do preço dos combustíveis nas refinarias, ficando agora a um valor médio de R$ 2,0306, uma baixa de 0,62%. Esta valor ainda passará pelas distribuidoras antes de chegar aos postos de combustível. O diesel será vendido a R$ 2,3083, recuando 1,15%.
















Fonte: O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.