Header Ads

Governo e caminhoneiros entram em acordo para suspender greve por 15 dias


Governo e caminhoneiros chegaram a acordo que cita suspensão da paralisação por 15 dias. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), suspendeu uma reunião com líderes e foi ao Palácio do Planalto para encontrar o presidente da República, Michel Temer (MDB), e representantes dos caminhoneiros. Após a reunião foi anunciado que um acordo foi encaminhado. É esperado que agora a categoria faça uma votação paa definir se encerra ou não a paralisação nacional.

Após 15 dias, será realizada nova reunião entre entidades e governo para acompanhar os compromissos. O acordo prevê o prazo de 30 dias para reajuste dos combustíveis e a manutenção do desconto de 10% no preço do diesel por 30 dias. A União pagará compensação financeira à Petrobrás para garantir autonomia estatal.

"Devo dizer que o presidente Michel Temer autorizou que nós negociássemos oferecendo tudo o que o governo pode dispor para atender às reivindicações. Agora, quero falar aos caminhoneiros. Chegou o momento de olharmos para nossas famílias, para os brasileiros, para as pessoas preocupadas nos hospitais, supermercados, granjas", pede o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Ministro diz que houve 'gabinete de crise' está instalado desde o último final de semana e que governo tinha acompanhamento de todos os locais de protesto. "Agimos com agilidade", garante.














Fonte: Agência Estado - Folha de S. Paulo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.