Header Ads

Ceará tem perda de R$ 7 bilhões com violência no trânsito em 2017



A violência no trânsito do Ceará provocou um impacto de R$ 7,5 bilhões ao estado no ano passado; o valor corresponde a 5,42% do Produto Interno Bruto (PIB). Essa foi a perda da capacidade produtiva causada por acidentes que mataram 2.325 pessoas e deixaram outras 4.499 com invalidez permanente, segundo levantamento do Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES), órgão da Escola Nacional de Seguros.

O estudo é feito com base nos indicadores do Seguro DPVAT (seguro obrigatório de automóveis) e aponta aumento do número de mortes e vítimas com alguma sequela permanente. Em 2016, esse número foi 5.846, contra 6.824 no ano passado.

A pesquisa também mostra que o Nordeste lidera em número de acidentes com invalidez permanente: 16.328, sendo 4.499 no Ceará.

Em todo o país, a violência do trânsito provocou impacto econômico de R$ 199 bilhões em 2017, ou seja, 3,04% do PIB. Os acidentes mataram 41,1 mil pessoas e deixaram outras 42 mil com invalidez permanente no ano passado.

Motocicletas

Segundo dados do CPES, as motocicletas representam 27% da frota nacional de veículos e são responsáveis pelo maior número de acidentes no país, e também de vítimas: 285.662.

Os homens respondem por 88% das indenizações por morte em acidentes com esses veículos. No caso dos acidentes de motocicletas que resultaram em sequelas permanentes, 79% das indenizações também foram para vítimas do sexo masculino.

Fortaleza

O Relatório Anual de Segurança Viária mais recente elaborado pela Prefeitura de Fortaleza mostra que, em 2016, mais da metade das vítimas fatais de acidente em Fortaleza foram motociclistas. Conforme o relatório, 148 das 281 pessoas que morreram em acidentes na capital cearense trafegavam em motocicletas, sendo piloto ou passageiro.

A não obediência a normas básicas de trânsito, a agressividade ao dirigir e a cultura da esperteza são fatores que mais contribuem para a violência no trânsito, segundo o diretor da Escola Nacional de Seguros, Mario Pinto.

Em todo o mundo, o trânsito mata cerca de 1,25 milhão de pessoas a cada ano e deixa entre 20 e 25 milhões de feridos. Considerada a nona causa de mortes.















Fonte: G1 - CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.