Header Ads

STJ solta Wesley Batista, e Joesley permanece preso



Por 3 votos a 2, a 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, no final da tarde desta terça-feira, 20, substituir a prisão preventiva dos irmãos Wesley e Joesley Batista, donos do grupo J&F – ao qual pertence a JBS –, por medidas cautelares.

Com a decisão, Wesley deixa a prisão. O irmão Joesley, contudo, continua preso, por responder a outro mandado de prisão ainda não julgado, expedido no ano passado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, no qual houve pedido de habeas corpus pela defesa de Joesley.

Os dois empresários haviam sido presos preventivamente em setembro de 2017 no âmbito da Operação Tendão de Aquiles por crime de uso de informação privilegiada para gerar lucros no mercado financeiro – chamado de "inside trading" –, em determinação da Justiça Federal em São Paulo.

Após a decisão do STJ, ficam estabelecidos critérios para Wesley Batista. Ele deve comparecer em juízo, manter endereço atualizado e está proibido de ocupar cargo nas empresas envolvidas na investigação, se aproximar de réus e testemunhas e deixar o Brasil sem autorização. O sócio da JBS também estará sob monitoramento eletrônico.








Fonte: O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.