Header Ads

Número de mortes nas estradas cearenses caiu 63,6% neste Carnaval



Quatro pessoas morreram nas estradas estaduais do Ceará das 18 horas da sexta-feira, 9, às 6 horas da quarta-feira de Cinzas, 14. No Carnaval de 2017, haviam sido 11 mortos nas CEs. Houve portanto redução de 63,6%.

Os números foram divulgados junto ao balanço da Operação Carnaval dos órgãos de Segurança Pública do Estado, na manhã desta quinta-feira, 15.

Os 43 acidentes registrados pelo Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), envolvendo carros, motos e ciclomotores, provocaram exatamente 43 feridos. Em 2017, haviam sido 66 acidentes e 54 feridos.

As quatro mortes neste ano, nas CEs, foram causadas por uma colisão frontal, um tombamento e dois capotamentos.

As ações policiais nas CEs foram mais tímidas, mesmo com efetivo de 466 homens. Foram 13.285 veículos abordados, contra 19.294 no ano passado. O número de notificações caiu de 4.830 para 3.104; além de 199 veículos a menos apreendidos do que em 2017.

O tenente-coronel Ronaldo Silva, comandante do BPRE, atribuiu os números à estratégia usada pela corporação neste ano. “Quase 64% menos mortes é um bom número, que não tínhamos há muito tempo. As ações foram priorizadas às vias de acesso aos carnavais onde há maior concentração de pessoas”, comemorou.

Demais estradas

Nas rodovias federais, foram lavradas em média 24 multas por hora, durante o Carnaval. Foram 42 acidentes no Ceará, enquanto em 2017 haviam sido 46. No total de 2018, 42 feridos e duas mortes. 

A Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal recuperou cinco veículos roubados e deteve 17 pessoas por ocorrências diversas.

Já nas vias fortalezenses não foram registradas mortes entre os dias 9 e 14, de acordo com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Segurança Estadual

O número de homicídios em Fortaleza mais que dobrou no Carnaval de 2018 em relação ao ano passado. Foram 21 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) só na Capital, conforme informou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). No ano passado, registrados 10 homicídios. Não houve morte nos polos do Carnaval no Estado.

Na Região Metropolitana, foram registrados 14 homicídios, em comparação aos 10 do ano passado. No Interior Norte, o número se manteve em 13, e no Interior Sul caiu de 13 para 11. Ao todo, foram 59 homicídios no Estado, 12 a mais que em 2017. 










Fonte: O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.