Header Ads

88% dos concludentes do ensino médio da rede estadual têm nível 'desejável' de alfabetização



O Ceará tem 88,2% desses alunos (92.752 estudantes) com nível "desejável" de alfabetização. Em 2007, quando o Governo do Estado iniciou o Spaece para avaliar o processo de aprendizado na rede pública, o índice era de R$ 39,9%. O mais recente estudo Spaece tem dados relativos a 2017 e foi divulgado nesta quinta-feira (22).

Considerando os estudantes do 5º ano, o índice de proficiência em língua portuguesa saltou de 168 para 223 entre 2007 e 2017; e avançou de 169 para 229 quando se avalia a aprendizagem de matemática, no mesmo período.

Já entre os alunos do 9º ano, o aumento foi de 218 para 254 em língua portuguesa e de 226 para 252.

"Os dados são muito significativos, pois mostra os resultados de pactuação e cooperação, além do esforço dos municípios. O Spaece está trazendo resultados e melhorando a cada ano. São os melhores números de toda a história do sistema", avaliou o governador do Ceará, Camilo Santana, durante a cerimônia de lançamento do estudo.


Cidades com nível 'suficiente'

Ainda de acordo com os dados do Governo do Estado, apenas duas cidades do Ceará não atingiram o nível "desejável", Icó e Umari. A meta é que todas as cidades tenham nível desejável nos próximos anos.

Considerando apenas a aprendizagem da matemática, são seis cidades com nível "crítico".

Entre 2014 e 2015, houve uma queda no índice geral, influenciado pelas crises econômicas e hídrica que afetam o estado. "Foi um período complicado para os municípios do ponto de vista econômico, de seca. Mesmo assim, os municípios têm colocado [a educação] como prioridade, como uma grande política de redução de desigualdade, [criação] de oportunidade", diz Camilo.








Fonte: G1 - CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.