Header Ads

Curso dos "Caveiras" é finalizado e tem treinamento de guerrilha contra assaltantes de banco do CE




Dos 44 alunos que começaram o Curso de Operações Especiais (Coesp), conhecido por formar os "Caveiras", apenas 19 concluíram todas as etapas. A conclusão foi nesta sexta-feira, 12. Dos 19 policiais, 15 são cearenses. O primeiro Coesp foi realizado no Ceará. Há 21 anos não havia curso do Coesp realizado pelo estado. 

Segundo o coordenador do Coesp e caveira 07, capitão Emerson Ferreira, o curso começou no dia 1º de setembro e encerra as atividades nesta sexta, 12. A partir do 2º mês aconteceram viagens pelo Brasil. 

"Estivemos em Belém do Pará com treinamento de operações ribeirinhas com os fuzilerios navais, elite da Marinha, com as instruções com o grupamento de Goiânia, no Bope de Goiânia, fazendo parte de tiro de precisão e tática individual, depois foram para o Rio de Janeiro fazer patrulha e combate urbano. No nosso entendimento, é a melhor tropa do mundo para esse tipo de combate", relata o oficial.


Conforme o capitão Emerson, os policiais também atuaram no sertão de Pernambuco, com instruções de sobrevivência e adaptação de caatinga. "Fizemos um trabalho de guerrilha contra o novo cangaço que foi instalado no interior Estado", revela.

Setenta e dois policiais fizeram inscrição para o teste físico. Dos 72, apenas 68 compareram e, desses, apenas 44 conseguiram índice para começar o curso. Destes, 19 terminaram o curso, sendo 15 cearenses, três amazonenses e um do Mato Grosso. 

Para o coordenador do Coesp, o objetivo do curso não é criar um "super-homem", mas um homem múltiplo. "São 36 disciplinas dentro das operações especiais. Tiro, mergulho livre autônomo, patrulha, tiro de precisão, forjamos um guerreiro, um soldado que possa atuar em qualquer área dentro de suas corporações", relata. 

Os policiais que conseguiram finalizar pelo Coesp devem ser encaminhados ao Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), do Batalhão de Choque (BPChoque), conforme o capitão.

Novo curso de Operações especiais deve acontecer em setembro deste ano

De acordo com o comandante do Policiamento Epecializado (CPE), coronel Aginaldo Oliveira, existe a confirmação para um novo curso do Coesp no Ceará, no mês de setembro de 2018. "Os criminosos se modernizaram com técnicas de assaltos com explosivos e temos que nos manter à frente deles", relata. 

"Esposa de caveira, caveira também é" 

Thicianny Fernandes, de 33 anos, é esposa de um dos caveiras que concluíram o curso. Ela explica que esses meses longe do esposo foram difíceis, mas que é necessário apoio. "É o sonho deles e a partir do momento que a gente apoia, a gente está vivendo o sonho junto com eles. Não é uma conquista só deles. Se a família não apoiar, eles não conseguem. Não basta o treinamento físico, é preciso o mental, o psicológico para que tudo dê certo. Não somos só esposas, somos mães, trabalhamos, temos nossas atividades diárias e acima de tudo existe uma força, e a gente conseguiu essa força se unindo, todas as esposas", explica. 

Ela ressalta que as redes sociais facilitaram para que as esposas tivessem uma união de forças. "Ficamos muito amigas, as redes sociais facilitaram, uma apoiando a outra, ás vezes um filho adoecia, uma dificuldade financeira, mas sempre uma estava apoiando a outra. A gente fez com que a irmandade não fosse só deles, mas nossa", relata. 

Thicianny diz que uma frase que ficou marcada no cotidiano das esposas: "esposa de caveira, caveira também é". "A luta e o sofrimento não são só deles, a gente que ama também sente a dor. É uma conquista nossa e a palavra que define para nossas famílias é muito orgulho", detalha a esposa. 






Fonte: O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.